Implante Dentário Dói

alt="implante dentário dói"

alt="implante dentário dói"

Implante Dentário Dói?

No consultório e na internet muitas pessoas fazem essa pergunta: “Implante Dentário Dói?” O medo de ir ao dentista ainda é muito presente. Muito se deve às experiências passadas que podem ter causado traumas. Já atendi muitos pacientes assim, que chegam relatando histórias absurdas.

Dentistas Práticos

Antigamente havia muitos dentistas práticos. Ouço muitas histórias de pacientes que moravam em regiões afastadas e os pais, que eram muito mal informados na época, levavam seus filhos ao dentista somente quando sentiam dor de dente. E geralmente esses dentes eram extraídos precocemente o que causava muitos danos à oclusão (mordida).

Dentes decíduos (deleite) também eram extraídos quando precisavam somente de um tratamento restaurador. Os pais pensavam erroneamente: “Pra quê gastar com um dente de leite se ele vai cair mesmo?”

Felizmente, o fácil acesso à informação e ao tratamento, fez com que os pais dessas últimas décadas se preocupassem mais com a saúde bucal de seus filhos, para não passarem pelas suas experiências do passado.

Anestésicos

Os anestésicos também não eram tão potentes e seguros como os de hoje e nem havia agulhas com ponta de silicone. As agulhas mais robustas e longas causavam mais trauma no tecido mole (gengiva) durante a aplicação do anestésico.

Extração X Restauração

Eu li no livro sobre “Filosofia da Prática Odontológica” que as extrações eram bem melhores remuneradas no Sistema Único de Saúde por se tratarem de um procedimento cirúrgico. Até concordo com isso, mas o resultado foi que vários profissionais acabavam optando pela extração por motivos financeiros, uma triste realidade.

Hoje as tabelas de convênios pagam menos uma extração do que uma restauração e algumas pagam até o mesmo valor. Acredito que tenha sido por esse motivo. Infelizmente ainda existem muitos dentistas que não praticam uma odontologia com ética e humanizada, e por isso os administradores de planos optaram por igualar os valores.

Medo de Dentista

Me sinto muito realizada quando atendo um paciente que já chega dizendo que morre de medo, que não suporta nem ouvir o barulhinho do motor (da caneta de alta rotação) e depois sai da consulta dizendo que encontrou um “anjo” e está muito satisfeito. Ou após uma anestesia pergunta se já foi, pois nem sentiu a picada.

Sou muito feliz por ter estudado numa Universidade que sempre pregou a ética, que pregou a importância de atender um paciente como se fosse um membro de sua família. E é isso que eu sempre penso e acho que todos deveriam pensar: “Você faria isso em sua mãe, em seu pai ou em seu filho?”  Paciência e zelo são qualidades fundamentais para um cirurgião-dentista que quer ser reconhecido por sua capacidade profissional e pessoal.

Eu participei durante a graduação de um grupo de Prevenção, onde líamos artigos científicos e discutíamos a veracidade destes. E nossa formação foi de sempre pregar a prevenção, que além de ser a forma mais barata é a menos dolorosa. Fico triste quando uma mãe leva seu filho pela primeira vez ao consultório com um dentinho já precisando  fazer canal…

Primeiro contato com o Cirurgião-Dentista

O primeiro contato da criança deve ser para fazer uma prevenção, ou seja, uma profilaxia (limpeza) e aplicação de flúor.

O adulto que tem medo de dentista  e fica adiando sua consulta só complica mais o atendimento. Uma simples cárie pode acabar dando tratamento de canal , e uma restauração quebrada pode virar uma coroa…

Como enfrentar o MEDO

Se você for num psicólogo dizendo que tem trauma ou medo de alguma coisa o primeiro conselho que ele vai te dar é :”ENFRENTE-O!”

Uma amiga que tinha medo de cachorro sem motivo algum, depois de tanto fazer análise acabou comprando um cachorrinho, e hoje é seu xodó! Kkk

Se você não teve boas experiências com um profissional, então mude! Nem todo mundo é igual, peça referências sempre aos amigos e familiares.

E fazer implante dentário dói?

Os implantes também evoluíram muito. Hoje com apenas 1 ou 2 fresas conseguimos fazer a instalação. Os anestésicos utilizadas também são muito efetivos e a dose diminuiu consideravelmente.

Pomadas ou sprays anestésicos são utilizados para “amortecer” os tecidos (gengiva) antes da agulha, tornando o procedimento indolor.

Mediações pré-operatórias são indicadas aos pacientes para que o pós-cirúrgico seja tranquilo e sem dor.

Quanto ao medo, o cirurgião-dentista pode receitar um medicamento sedativo. O único cuidado é que o paciente tenha algum acompanhante, já que o efeito demora a passar quando passa por um procedimento rápido.

Há também a sedação endovenosa, onde um médico anestesiologista acompanha a cirurgia e fica monitorando o paciente, geralmente para cirurgias maiores.

Algumas cirurgias de instalação de implantes nem precisam de cortes, conseguimos fazer isso através de um bom planejamento prévio com exames radiográficos.

O cirurgião-dentista deve dar por escrito as recomendações pós-operatórias para o paciente que deve seguir à risca para evitar desconforto e dor

Uma extração dentária é bem mais complicada que a instalação de um implante. Na verdade é mais demorada, pois devemos preservar o osso que será fundamental para a ancoragem do implante. Devemos ser bem delicados com os movimentos. Antigamente, quando não existiam os implantes dentários, os dentistas não se preocupavam com isso, só queriam que o dente saísse o mais rápido possível, e isso causava muita perda óssea e complicações.

Então,  implante dentário dói?

O que faz doer é o seu medo, a mão pesada do dentista, a odontologia não humanizada, o mal planejamento do seu caso, uma medicação prévia inadequada e um pós-operatório não seguido à risca 😉

Dra. Raquel Cristina Faria

CRO/SC 4196

(47)99229-6696

Cuidados após implante dentário

alt="cuidados após implante dentário"

alt="cuidados após implante dentário"

Cuidados após a colocação do implante dentário

O cirurgião-dentista deve passar todas as orientações para o paciente antes a após a cirurgia. Um pós-operatório bem orientado e seguido é fundamental para o sucesso do tratamento.

O ideal é já fornecer após a cirurgia uma bolsinha de gelo para que o paciente comece a fazer uma compressa. Essa deve ser feita durante as primeiras 48 horas. A baixa temperatura contrai os vasos sanguíneos, diminuindo assim o edema (inchaço), além de ajudar no processo inflamatório e diminui a dor.

O repouso é fundamental, mas o paciente não deve ficar totalmente deitado. a posição ideal é a sentada ou com a cabeça apoiada em um travesseiro grande.

Evitar exercícios físicos severos para evitar hemorragia e não baixar a cabeça por longos períodos.

Se houver sangramento evitar cuspir. Fazer uma compressa com gaze e água gelada por 5 minutos ou até cessar.  Se houver sangramento nasal evite assoar o nariz e entre em contato com o cirurgião-dentista.

Evite ficar passando a língua no fio de sutura. Além dela ser muito contaminada,  pode acarretar que os pontos soltem .

Retorne na data agendada previamente, que deve ser de uma semana a dez dias após a cirurgia. Nessa consulta será realizada uma avaliação clínica e radiográfica, além da remoção da sutura (pontos).
Evite falar muito, todo tipo de repouso é recomendado

Outros cuidados após implante dentário

Medicação

Tome os remédios que foram receitados previamente. Evite mudar por outros de sua escolha. Lembre-se que a responsabilidade também é sua para o sucesso do tratamento.

Dieta

Nas primeiras 24 horas é recomendada a ingestão de alimentos líquidos, principalmente gelados como sorvete, vitamina. Evite sucos cítricos.

Do  segundo dia até o sétimo dia poderá acrescentar alimentos pastosos em temperatura ambiente. Mesmo assim, deve-se evitar ao máximo mastigar no local do procedimento até que esteja totalmente cicatrizado.

Higienização

Escove os dentes normalmente, mas use escovas macias adequadas. Não faça bochechos durante as primeiras 48 horas, pois eles podem remover o coágulo que é fundamental para uma cicatrização mais  rápida e indolor.

A escovação deve ser feita sempre após as refeições. E o uso do fio dental também é imprescindível.

Após 48 horas pode-se usar bochechos com Malvatricin, mas só com a recomendação do cirurgião-dentista.

Acompanhamento

O acompanhamento periódico no consultório é fundamental para o sucesso do tratamento. Nunca falte nas consultas agendadas. Se caso não puder comparecer remarque assim que possível.

Hábitos

Pacientes fumantes geralmente são contraindicados para a realização de implantes dentários. E se mesmo assim o profissional tenha os realizado, ele orientará a diminuição desse hábito no período pré e pós-operatório. A ingestão de bebidas alcoólicas também não é recomendada, nem mesmo roer unhas, canetas e outros objetos que possam ferir o local da cirurgia.

Uso de próteses

Próteses totais ou removíveis só devem ser usadas após a cirurgia com o aval do cirurgião-dentista, pois elas devem estar bem adaptadas e geralmente reembasadas com um material macio. Em alguns casos é recomendado o uso destas somente para o convívio social e não durante a mastigação.

Implante Dentário Vídeo Demonstrativo

alt="implante dentário vídeo demonstrativo"

Implante Dentário Vídeo Demonstrativo

 

 Implante dentário  vídeo demonstrativo: é vídeo um pouco antigo, mas mostra algumas etapas importantes para esclarecimento dos pacientes. Atualmente utilizamos um menor número de fresas durante a instalação do implante dentário. Em alguns casos utilizamos no máximo duas, isso depende muito da qualidade do tecido ósseo. Por isso é uma cirurgia bem rápida e indolor.

alt="implante dentário vídeo demonstrativo"

E se eu tiver uma raiz fraturada?

Na mesma sessão essa raiz é removida e a instalação do implante é realizada. Uma prótese provisória é confeccionada pelo cirurgião-dentista que deve fazer os ajustes oclusais (da mordida) necessários. O paciente deve ser orientado sobre os cuidados pós-operatórios. Geralmente essas recomendações são dadas por escrito e um telefone de contato do cirurgião-dentista para qualquer intercorrência.

E se minha raiz estiver infeccionada?

Geralmente não é indicada a instalação do implante na mesma sessão da extração. Devemos aguardar de 30 a 45 dias para a instalação do implante, pois aí o processo infeccioso já foi eliminado. Casos de alvéolos (buracos onde ficam as raízes) ainda estiverem muito grandes, que examinamos através de exame radiográficos,  devemos aguardar um tempo maior para que o implante tenha um “travamento” melhor, devido ao preenchimento de um novo osso na região.

Quando vou poder colocar a prótese definitiva?

Geralmente recomendamos de 3 a 4 meses. Depende de vários fatores, como o tipo de implante que foi utilizado e da técnica cirúrgica. Algumas marcas comerciais, que realizam um tratamento especial na superfície dos implantes, possibilitam a instalação das prótese num tempo muito menor. isso faz com que os implantes tornem-se mais biocompatíveis, promovendo uma osseointegração mais rápida. Mas devido à tecnologia aplicada seu custo torna-se um pouco maior

A utilização de implantes nacionais ou importados deve ser discutida entre o dentista e o paciente.

Se tiver alguma outra dúvida favor entrar em contato ou deixe um comentário

Dra. Raquel C Faria

(47)99229-6696

 

Preço do Implante Dentário

alt="preço do implante dentário"

alt="preço do implante dentário"

Preço do Implante Dentário

O sorriso é o cartão de visitas de uma pessoa, por isso que é tão importante manter os dentes sempre bem cuidados e saudáveis. Com a evolução da tecnologia, já é possível encontrar muitos métodos eficazes para deixar o sorriso muito mais bonito. Mas, e quando faltam os dentes? Os implantes dentários são uma excelente alternativa para implantar novamente os dentes e devolver o seu sorriso. Você sabe qual o preço do implante dentário para cada dente? Veja abaixo.

Evolução do Implante Dentário

Por muito tempo, a dentadura, ou prótese total era a única alternativa para desdentados totais. Embora resolva o problema, não são todos os pacientes que sentem conforto e segurança na hora da alimentação e durante a fonética. Se ela não ficar estável em boca, pode machucar e causar embaraços nas relações sociais.  Então, graças aos implantes dentários, os pacientes voltaram a ter a sensação de conforto e segurança por terem de volta seus dentes de forma fixa.

Implante Dentário preço médio para cada dente

Atualmente os implantes dentários estão ficando cada vez mais acessíveis. O preço varia conforme o tipo do implante, a marca, a quantidade de dentes e a qualidade técnica do cirurgião-dentista, incluindo sua experiência profissional.

Antigamente só existiam implantes importados, e os nacionais eram considerados ruins, ou não tínhamos parâmetros de sua previsibilidade. Mas isso mudou, e muito. Recentemente uma empresa brasileira foi comprada por outra empresa Suiça, devido à qualidade e concorrência no mercado internacional.

Muitos pacientes confundem o preço do implante dentário com a prótese que vem depois. Quando falamos de preço do implante dentário, é sobre a fase cirúrgica, a instalação dos “parafusos”.  É importante saber que não é necessária a realização de um implante por cada dente perdido, podemos realizar uma prótese fixa usando um número menor de apoios, por isso é fundamental visitar seu cirurgião-dentista para fazer uma avaliação clínica e radiográfica.

Facilidade de pagamento do implante dentário

A maioria dos dentistas já usa o sistema de cartões de crédito, e muitas vezes fazem o parcelamento sem juros. Mas se o parcelamento for muito extenso, ele pode se sentir obrigado a incluir apenas a taxa de antecipação do cartão de crédito. Fique atento aos juros cobrados, tem muitos bancos que fazem empréstimos à juros mais baixos que os cartões de crédito. Uma boa alternativa é refinanciar o seu veículo e oferecer um pagamento à vista. Além do desconto que será compensador, essa é a menor taxa do mercado, por ter um bem alienado ao seu empréstimo.

Atenção: Cuidado com os Preço muito baixos do Implante Dentário

Mas todo cuidado na hora de escolher a clínica e o cirurgião-dentista para realizar o procedimento, lembre-se que é  a sua saúde que está em jogo, e o barato pode sair caro.

Muitas clínicas que oferecem tratamentos por preços baixos merecem atenção redobrada. Recentemente foram fechadas várias fábricas de fundo de quintal que estavam produzindo implantes dentais falsificados.

Clique AQUI para ver a matéria

Fique de olho se a clínica ou profissional fornecerá um contrato de garantia. Os melhores implantes do mercado têm garantia vitalícia. Mas o profissional geralmente pede que o paciente faça um retorno regular ao consultório ou clínica para que essa garantia seja efetiva.

O preço do Implante Dentário varia muito de caso a caso

Em uma avaliação para implante dentário com um especialista será analisado o número de dentes que precisam ser repostos, assim como a saúde bucal, todos os tecidos da boca, gengiva, estrutura óssea e até mesmo a linha do sorriso, podendo assim saber como fazer uma Reabilitação Oral adequada.

Verdades e Mentiras sobre Implantes Dentários

alt="Verdades e mentiras sobre implantes dentários"

alt="Verdades e mentiras sobre implantes dentários"

Verdades e mentiras sobre Implantes Dentários

Quando o paciente  pesquisa sobre implantes dentários começam a surgir muitas dúvidas. E elas aumentam quando conversa com pessoas que não tiveram uma boa experiência. Há muitas propagandas enganosas nas mídias, prometendo verdadeiros milagres. Por isso resolvi fazer esse post para esclarecer a maioria das perguntas que todos os pacientes fazem. Usarei uma linguagem não técnica para melhor esclarecimento.

O que é implante dentário?

Implante dentário é um “pino” de titânio que é parafusado no osso, abaixo da gengiva. Ele tem a mesma função de uma raiz do dente natural. Em cima do implante o cirurgião dentista coloca um componente protético, que chamamos de intermediário, onde a prótese será parafusada ou cimentada.

Todas as pessoas podem fazer implantes dentários?

Não. O mais importante é que o paciente tenha um bom estado de saúde geral. Por isso o cirurgião-dentista deve realizar uma anamnese (questionário de saúde) onde todas as informações devem ser verdadeiras. Com base nas respostas, ele poderá indicar uma avaliação médica. Exames de sangue complementares devem ser pedidos. E exames radiográficos como uma radiografia panorâmica e tomografia são essenciais para fazer um bom planejamento. Dependendo da condição de saúde temporária do paciente, a cirurgia deverá ser adiada. Mas isso não impede que ele realize num futuro próximo. Por isso é necessária uma consulta prévia para avaliar o quadro clínico do paciente.

Quais são os fatores que contra indicam um implante dentário?

Implantes não devem ser colocados em crianças e jovens antes da fase final de crescimento. Pessoas que tenham uma expectativa estética exagerada também devem ser alertadas. Pacientes com problemas cardíacos , como próteses valvulares aórticas ou mitrais, cardiopatias congênitas ou com antecedentes de endocardite infecciosa não estão indicados para a cirurgia de implante, pois são considerados de alto risco. O cirurgião dentista deve sempre pedir uma avaliação prévia do seu médico de confiança. E para esses casos mais complexos,as cirurgias devem ser realizadas em ambiente hospitalar.Fumantes têm uma maior margem de insucesso no tratamento, e sempre devem ser esclarecidos sobre isso.

Os implantes rejeitam?

Não, não existe rejeição dos implantes pelo organismo. Os implantes são feitos de titânio e esse material é inerte ao osso. Isso quer dizer que o organismo não o percebe como um “corpo estranho”, e assim, começa a produzir células para que ocorra a sua osseointegração. Mas podem ocorrer problemas durante a cirurgia, como a falta de estabilidade na hora da sua fixação, no pós-operatório quando o paciente não segue as recomendações.  E isso pode ocasionar a falta dessa “osseointegração”. Assim, é formado um tecido fibroso em vez de tecido ósseo ao redor do implante, e este fica amolecido, dolorido e precisará ser removido. Por isso é muito importante realizar a cirurgia com cirurgiões dentistas capacitados, e de preferência especialistas em implantodontia.

Os implantes importados são melhores que os nacionais?

Antigamente só existiam implantes importados, o que encarecia muito o tratamento e atrapalhava a logística nos consultórios. Hoje existem implantes nacionais que são exportados para o mundo todo. A fábrica nacional de maior referência em implantes dentários foi comprada recentemente pela maior do mercado externo. E isso foi muito bom tanto para o profissional como para os pacientes.  O mais importante é que os implantes tenham passado no teste de qualidade e autorização para comercialização da ANVISA

Pacientes que não tem osso podem receber implantes?

Sim, mas precisam de um enxerto ósseo que pode ser adquirido da própria pessoa ou  materiais pré-fabricados. Para a escolha do tipo de enxerto devemos avaliar o risco de uma cirurgia maior, o local que será instalado o implante e a qualidade do osso. Em breve farei um post falando sobre os tipos de enxertos ósseos.

Qual a taxa de sucesso dos implantes dentários?

O índice de sucesso é de 98%, ou seja, em cada 100 poderemos ter problemas em dois. Mesmo nesses que tiverem problemas, uma outra cirurgia poderá ser realizada.  É importante frisar que em pacientes fumantes ou que façam uso constante de álcool tem essas médias diminuídas para aproximadamente 85% de sucesso.

É possível colocar os implantes e os dentes no mesmo dia?

Sim, mas nem todas as pessoas podem colocar implantes e dentes no mesmo dia. Para isso o paciente tem que ter quantidade e qualidade suficiente de osso. E os implantes têm que ter um “torque” (travamento) adequado.  É mais comum fazermos essas cirurgias que chamamos de “carga imediata” em dentes individuais anteriores e quando vamos substituir todos os dentes na mandíbula ou maxila. Nos implantes convencionais as pessoas esperam em torno de 2 a 3 meses na região inferior e de 4 a 6 meses na região superior para a colocação das próteses.

Quantos implantes são necessários em um paciente que não tem nenhum dente?

Depende do tipo de prótese que for planejada. Atualmente é possível fazer uma prótese fixa superior ou inferior com apenas 4 implantes (técnica “all on four”). Mas o mais convencional é usar 5 implantes na região inferior (mandíbula) e de 6 a 8 implantes na região superior (maxila). Também dá para realizar uma “overdenture” ou sobredentadura com apenas 2 implantes. Mas nesse caso a prótese não será fixa, e sim, removível (o paciente tem que tirá-la para sua higienização).

Quais são as etapas de tratamento?

A primeira e mais importante das etapas é a do planejamento. Nesta fase nós tentamos descobrir quais os objetivos do paciente e quais as reais possibilidades de trabalho que existem. Após a definição do tipo de trabalho a ser feito vem à parte cirúrgica, onde os implantes são instalados. No caso de implantes com carga imediata, dentes provisórios são colocados no mesmo dia da cirurgia. Nos casos tradicionais, o paciente deve aguardar durante 2 ou 3 meses para colocação dos dentes definitivos na região inferior e de entre 4  e 6 meses na região superior.

Colocar implantes dói?

Não. Se o seu dentista fizer uma medicação prévia que inclui o uso de um corticoide, antibiótico e analgésico previamente à cirurgia, seu período pós-operatório será bem tranquilo. Também deve ser passado por escrito todos os cuidados que o paciente deve tomar em relação ao repouso e alimentação. Os anestésicos evoluíram bastante , e uma quantidade bem menor é necessária para fazer um efeito mais duradouro. A anestesia é local, exatamente a que se toma para fazer qualquer tratamento dentário. Se preferir o dentista pode prescrever um ansiolítico para que o paciente fique mais tranquilo.

Qual a maior novidade em implantes dentários?

A maior novidade não está no implante, e sim , nos exames prévios à sua instalação. Através desse planejamento cirúrgico que é realizado pelo computador, são confeccionadas guias para que os implantes sejam instalados na posição correta. Dessa forma tornam-se desnecessários cortes na gengiva e  pontos. Esse tipo de tratamento é um pouco mais oneroso, mas tem uma grande facilidade para profissional e maior conforto para o paciente.

Tem mais alguma dúvida? Entre em contato conosco pelo telefone abaixo ou envie-nos uma mensagem  clicando AQUI

Facetas em Porcelana

alt="facetas em porcelana

alt="facetas em porcelana

Facetas em Porcelana

As facetas em porcelana são um meio rápido de conseguir um lindo sorriso e esse tratamento é perfeito para pessoas com dentes manchados, lascados ou apresentando espaços. Mas as facetas são um tratamento irreversível, de modo que sua colocação envolve uma grande decisão. Antes de a pessoa e o dentista decidirem se o procedimento é correto para essa pessoa, é importante ter as informações corretas sobre facetas, o custo e a melhor maneira de cuidar delas.

O que são facetas ?

De acordo com a Academia Americana da Odontologia Cosmética (AACD), uma faceta é uma “peça fina de porcelana usada para recriar a aparência natural dos dentes, ao mesmo tempo em que fornece força e elasticidade comparável ao esmalte do dente natural.” Elas são moldadas para acompanhar o contorno dos dentes e coladas ao esmalte natural..

Por que as facetas são usadas em Odontologia?

As facetas são uma opção menos invasiva que as coroas e um tratamento mais rápido que o ortodôntico. Além dos benefícios estéticos, as facetas podem ser usadas para fechar espaços ou corrigir pequenos desalinhamentos. Os pacientes também escolhem facetas como uma solução cosmética para realçar o brilho dos dentes e reforçar o sorriso, corrigindo questões como descoloração, fraturas ou lascas.

Facetas em porcelana

Os  materiais utilizados para a confecção de facetas são a porcelana (cerâmica pura) e a  resina composta. Existem vários tipos de porcelanas e de resinas. As de porcelana têm maior duração devido à resistência e manutenção da cor. Vale muito mais a pena o custo-benefício.

Colocação das facetas

O processo típico envolve poucas consultas. É necessário um planejamento prévio através de um enceramento progressivo feito em laboratório pelo Técnico em Prótese Dentário em conjunto com o cirurgião-dentista. Assim, será confeccionado um guia para determinar a quantidade de desgaste dental.

  1. É feita uma moldagem da arcada dentária e fotos para fazer o planejamento digital do sorriso. Essa moldagem e planejamento serão enviados para o laboratório onde o técnico em prótese dentária confeccionará um enceramento progressivo.
  2. A anestesia local nem sempre é necessária para a realização do desgaste dentário, depende muito da sensibilidade do paciente. Mas como geralmente realizamos a moldagem posterior com afastamento gengival, usando um fio retrator, damos preferência à anestesia prévia para maior conforto do paciente. Através de um guia de silicone obtido pela moldagem do enceramento progressivo o dentista remove uma quantidade mínima de esmalte dental.
  3.  Depois das facetas de porcelana prontas, as facetas temporárias serão removidas e o dentes são higienizados. As facetas receberão um tratamento de superfície,  são lavadas completamente com água e secas com jatos de ar e papel absorvente.. Coloca-se o adesivo na preparação e depois o cimento e as facetas são colocados para o ajuste e o contorno corretos.
  4. A seguir, é usado um aparelho de led, um fotopolimerizador durante 60 segundos com luz em toda a sua superfície para uma adequada cimentação à estrutura do dente.
  5. O dentista removerá o material em excesso e fará o polimento das margens da faceta.
  6. Muitos dentistas programam uma consulta de acompanhamento para verificar o conforto e a oclusão (mordida). Uma faceta bem realizada terá longa duração.

Qual a diferença entre facetas em porcelana e lentes de contato?

Tanto as facetas de porcelana quanto as lentes de contato dentais têm um poder transformador no sorriso. As técnicas, entretanto, possuem algumas diferenças

Você decidiu mudar seu sorriso para melhor, dar um tom mais estético. Mas aí pintou a dúvida sobre a melhor técnica para seus dentes. Ficou sabendo por um amigo a respeito da colocação de facetas de porcelana, e certa vez leu sobre lentes de contato dental. E agora, quais são exatamente as diferenças entre elas?

Facetas em porcelana X lentes de contato

As facetas de porcelana são “capinhas” feitas de cerâmica com sete milímetros de espessura. Elas são cimentadas nas faces frontais dos dentes para melhorar a aparência do sorriso. “Geralmente, necessita fazer desgastes nos dentes para fazer pequenas correções dentárias, além de clarear dentes escurecidos e manchados”.

Já as lentes possuem uma diferença no momento da colocação. “São capas ultrafinas de cerâmica com cerca de 0,2 a 0,4 mm de espessura, minimamente invasiva, ou seja, com pequeno desgaste ou nenhum desgaste destinadas a branquear os dentes e /ou corrigir a estética”.

Qual é a mais indicada?

Tudo vai depender da sua necessidade dentária. A lente, por exemplo, é mais indicada para correções. “Como fechamento de diastemas, aumento do comprimento dos dentes, largura e arredondamento de ângulos”. Ela é tão fininha que parece transparente, por isso ganhou o nome de lente de contato dental. Por outro lado, a faceta é indicada para quem não está satisfeito com a cor do seu sorriso ou está incomodado com aquele dente girado ou desalinhado. Para chegar numa decisão, converse com seu dentista previamente.

Os benefícios das facetas e lentes de contato

As vantagens das duas técnicas são bem parecidas e quem optar em fazer qualquer uma, sairá bem satisfeita com um belo conjunto de dentes.

– Rapidez de tratamento, que leva, em média, três consultas .

– Baixa manutenção, até por que a porcelana não altera a cor.

– A longevidade da técnica que costuma durar de 10 a 15 anos ou muito mais.

Cuidados com as facetas e lentes de contato.

O paciente precisa ter o mesmo carinho que tem com os dentes naturais. “Evitar mastigar alimentos muito duros, evitar roer unhas e não usar os dentes para abrir embalagens”. Quem tem qualquer tipo de bruxismo precisa ser orientado a usar uma placa de relaxamento e fazer uso da Toxina Botulínica nos músculos da mastigação. Não esqueça de dedicar uma boa higiene bucal para seu sorriso. “Uma das principais causas do insucesso após estes procedimentos e a má higienização dental.

Deve-se escovar e usar o fio dental da mesma forma que os dentes naturais. Escovar adequadamente os dentes e usar cremes dentais com flúor não abrasivos. Limitar o consumo de café e de outros alimentos causadores de manchas.

Tenha em mente que as facetas terão de ser substituídas em algum momento, independentemente da maneira correta com que você cuida delas. Mas a higiene bucal ajudará a prolongar sua vida útil.

Se você se decidir pelas facetas, deverá consultar seu dentista e certificar-se de ter compreendido todo o processo e o custo. Um belo sorriso faz a pessoa se sentir melhor e pode aumentar a confiança e o bem-estar.

Quer fazer um planejamento digital do seu sorriso? Ligue agora e agende uma consulta! 😉

(47)3028-0603

(47)99229-6696

Dra. Raquel Cristina Faria – Reabilitação Oral e Implantodontia

Blog Dra Raquel Cristina Faria

alt="blog Dra. Raquel Cristina Faria"

Blog Dra Raquel Cristina Faria

Visite nosso Blog e veja dicas sobre sua Saúde Bucal!

Acesse aqui: www.draraquelfaria.com.br

Meu objetivo é passar informações em linguagem acessível e não técnica a todos os pacientes para sanarem suas dúvidas em relação à sua saúde bucal.

Podem fazer comentários ou me enviar um email que terei o maior prazer em respondê-lo.

Podem compartilhar os posts à vontade em suas redes sociais, assim poderei ajudar um maior número de pessoas.

Sugestões de temas a serem abordados serão bem-vindas!

Cadastre seu email para receber nossas atualizações.

Te convido agora para fazer parte de nossa fanpage: CLIQUE AQUI!

Espero poder contribuir para maiores esclarecimentos sobre a sua SAÚDE BUCAL!

Nossa MISSÃO : “Alcançar a satisfação do cliente através de modernas técnicas de Reabilitação Oral!

Nossos VALORES: Honestidade, Ética, Qualidade, Transparência, Garantia dos Serviços Prestados, Confiança, Atendimento Humanizado, Busca Constante pela evolução da Ciência.

 

Dra. Raquel C. Faria

css.php