Implante Dentário Dói

alt="implante dentário dói"

Implante Dentário Dói?

No consultório e na internet muitas pessoas fazem essa pergunta: “Implante Dentário Dói?” O medo de ir ao dentista ainda é muito presente. Muito se deve às experiências passadas que podem ter causado traumas. Já atendi muitos pacientes assim, que chegam relatando histórias absurdas.

Dentistas Práticos

Antigamente havia muitos dentistas práticos. Ouço muitas histórias de pacientes que moravam em regiões afastadas e os pais, que eram muito mal informados na época, levavam seus filhos ao dentista somente quando sentiam dor de dente. E geralmente esses dentes eram extraídos precocemente o que causava muitos danos à oclusão (mordida).

Dentes decíduos (deleite) também eram extraídos quando precisavam somente de um tratamento restaurador. Os pais pensavam erroneamente: “Pra quê gastar com um dente de leite se ele vai cair mesmo?”

Felizmente, o fácil acesso à informação e ao tratamento, fez com que os pais dessas últimas décadas se preocupassem mais com a saúde bucal de seus filhos, para não passarem pelas suas experiências do passado.

Anestésicos

Os anestésicos também não eram tão potentes e seguros como os de hoje e nem havia agulhas com ponta de silicone. As agulhas mais robustas e longas causavam mais trauma no tecido mole (gengiva) durante a aplicação do anestésico.

Extração X Restauração

Eu li no livro sobre “Filosofia da Prática Odontológica” que as extrações eram bem melhores remuneradas no Sistema Único de Saúde por se tratarem de um procedimento cirúrgico. Até concordo com isso, mas o resultado foi que vários profissionais acabavam optando pela extração por motivos financeiros, uma triste realidade.

Hoje as tabelas de convênios pagam menos uma extração do que uma restauração e algumas pagam até o mesmo valor. Acredito que tenha sido por esse motivo. Infelizmente ainda existem muitos dentistas que não praticam uma odontologia com ética e humanizada, e por isso os administradores de planos optaram por igualar os valores.

Medo de Dentista

Me sinto muito realizada quando atendo um paciente que já chega dizendo que morre de medo, que não suporta nem ouvir o barulhinho do motor (da caneta de alta rotação) e depois sai da consulta dizendo que encontrou um “anjo” e está muito satisfeito. Ou após uma anestesia pergunta se já foi, pois nem sentiu a picada.

Sou muito feliz por ter estudado numa Universidade que sempre pregou a ética, que pregou a importância de atender um paciente como se fosse um membro de sua família. E é isso que eu sempre penso e acho que todos deveriam pensar: “Você faria isso em sua mãe, em seu pai ou em seu filho?”  Paciência e zelo são qualidades fundamentais para um cirurgião-dentista que quer ser reconhecido por sua capacidade profissional e pessoal.

Eu participei durante a graduação de um grupo de Prevenção, onde líamos artigos científicos e discutíamos a veracidade destes. E nossa formação foi de sempre pregar a prevenção, que além de ser a forma mais barata é a menos dolorosa. Fico triste quando uma mãe leva seu filho pela primeira vez ao consultório com um dentinho já precisando  fazer canal…

Primeiro contato com o Cirurgião-Dentista

O primeiro contato da criança deve ser para fazer uma prevenção, ou seja, uma profilaxia (limpeza) e aplicação de flúor.

O adulto que tem medo de dentista  e fica adiando sua consulta só complica mais o atendimento. Uma simples cárie pode acabar dando tratamento de canal , e uma restauração quebrada pode virar uma coroa…

Como enfrentar o MEDO

Se você for num psicólogo dizendo que tem trauma ou medo de alguma coisa o primeiro conselho que ele vai te dar é :”ENFRENTE-O!”

Uma amiga que tinha medo de cachorro sem motivo algum, depois de tanto fazer análise acabou comprando um cachorrinho, e hoje é seu xodó! Kkk

Se você não teve boas experiências com um profissional, então mude! Nem todo mundo é igual, peça referências sempre aos amigos e familiares.

E fazer implante dentário dói?

Os implantes também evoluíram muito. Hoje com apenas 1 ou 2 fresas conseguimos fazer a instalação. Os anestésicos utilizadas também são muito efetivos e a dose diminuiu consideravelmente.

Pomadas ou sprays anestésicos são utilizados para “amortecer” os tecidos (gengiva) antes da agulha, tornando o procedimento indolor.

Mediações pré-operatórias são indicadas aos pacientes para que o pós-cirúrgico seja tranquilo e sem dor.

Quanto ao medo, o cirurgião-dentista pode receitar um medicamento sedativo. O único cuidado é que o paciente tenha algum acompanhante, já que o efeito demora a passar quando passa por um procedimento rápido.

Há também a sedação endovenosa, onde um médico anestesiologista acompanha a cirurgia e fica monitorando o paciente, geralmente para cirurgias maiores.

Algumas cirurgias de instalação de implantes nem precisam de cortes, conseguimos fazer isso através de um bom planejamento prévio com exames radiográficos.

O cirurgião-dentista deve dar por escrito as recomendações pós-operatórias para o paciente que deve seguir à risca para evitar desconforto e dor

Uma extração dentária é bem mais complicada que a instalação de um implante. Na verdade é mais demorada, pois devemos preservar o osso que será fundamental para a ancoragem do implante. Devemos ser bem delicados com os movimentos. Antigamente, quando não existiam os implantes dentários, os dentistas não se preocupavam com isso, só queriam que o dente saísse o mais rápido possível, e isso causava muita perda óssea e complicações.

Então,  implante dentário dói?

O que faz doer é o seu medo, a mão pesada do dentista, a odontologia não humanizada, o mal planejamento do seu caso, uma medicação prévia inadequada e um pós-operatório não seguido à risca 😉

Dra. Raquel Cristina Faria

CRO/SC 4196

(47)99229-6696

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *